Percepção e dilemas éticos frente à decisão de não reanimação cardiopulmonar
Ethical perceptions and dilemas in relation to the decision to not cardiopulmonar resuscitation
Percepción y dilemas éticos frente a la decisión de no reanimación cardiopulmonar

Nursing (Säo Paulo); 22 (258), 2019
Publication year: 2019

Objetivo:

Analisar a percepção e os dilemas éticos da equipe de enfermagem frente à decisão de não ressuscitação cardiopulmonar.

Método:

Estudo descritivo-exploratório, com abordagem qualitativa. Amostra envolve critério por conveniência. Foram entrevistados 18 profissionais de uma unidade de terapia intensiva adulto. Os relatos foram analisados pelo método do Discurso do Sujeito Coletivo.

Resultados:

A equipe se vê preparada para a decisão de não reanimar, mas desconhecem a existência de protocolos institucionais. A decisão de não reanimação é realizada de forma verbal, o que gera ansiedade e frustração nos profissionais. A família não é informada sobre a decisão da não reanimação.

Considerações finais:

Tornou-se evidente que os dilemas éticos estão presentes na assistência a esse tipo de situação limítrofe, e que faltam protocolos, normas e envolvimento multiprofissional, para que ocorra uma assistência segura e efetiva tanto para o profissional de saúde quanto para o paciente e sua família.(AU)

Objective:

Analyze the perception and ethical dilemmas of the nursing team regarding the decision not to use cardiopulmonary resuscitation.

Method:

A descriptive-exploratory study with a qualitative approach. Sample involves criterion for convenience. We interviewed 18 professionals from an adult intensive care unit. The reports were analyzed using the Collective Subject Discourse method.

Results:

The team is prepared for the decision not to reanimate, but they are unaware of the existence of institutional protocols. The decision not to resuscitate is performed verbally, which creates anxiety and frustration in professionals. The family is not informed of the decision not to reanimate.

Final considerations:

It has become clear that ethical dilemmas are present in the assistance to this type of borderline situation, and that protocols, norms and multiprofessional involvement are lacking, so that a safe and effective assistance can occur both for the health professional and for the patient and your family.(AU)

Objetivo:

Analizar la percepción y los dilemas éticos del equipo de enfermería con respecto a la decisión de no utilizar la reanimación cardiopulmonar.

Método:

Un estudio descriptivo-exploratorio con un enfoque cualitativo. Muestra implica criterio de conveniencia. Entrevistamos a 18 profesionales de una unidad de cuidados intensivos para adultos. Los informes fueron analizados utilizando el método de Discurso de sujeto colectivo.

Resultados:

el equipo está preparado para la decisión de no reanimar, pero desconocen la existencia de protocolos institucionales. La decisión de no reanimar se realiza verbalmente, lo que genera ansiedad y frustración en los profesionales. La familia no está informada de la decisión de no reanimar.

Consideraciones finales:

Ha quedado claro que existen dilemas éticos en la asistencia a este tipo de situación límite, y que faltan protocolos, normas y participación multiprofesional, de modo que pueda darse una asistencia segura y efectiva tanto para el profesional de la salud como para el paciente. Y su familia.(AU)