Saúde do homem na atenção básica: análise acerca do perfil e agravos à saúde

Rev. enferm. UFPE on line; 9 (1,supl), 2015
Publication year: 2015

Objetivo:

identificar o perfil sociodemográfico do usuário do sexo masculino atendido em uma Unidade de Saúde da Família.

Método:

estudo de abordagem quantitativa realizado em 2011 com uma amostra de 20 homens na Unidade de Saúde da Família de João Pessoa/PB. Os dados foram coletados no período de agosto e setembro de 2011 com a aplicação de um questionário. Após agrupamento dos dados procedeu-se à análise por meio da estatística descritiva. O projeto de pesquisa foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, protocolo 1198.

Resultados:

a maioria dos homens tinha idade acima dos 50 anos, casados, com renda de um salário mínimo e baixo grau de escolaridade. A hipertensão arterial é um dos principais motivos pela procura ao serviço, e o uso regular dos medicamentos foi apontado como comportamento habitual saudável.

Conclusão:

considera-se importante estabelecer estratégias que favoreçam a diferenciação masculina, quanto aos cuidados com a sua saúde, em nível de atenção básica.(AU)

Objective:

identifying the sociodemographic profile of the male user served in a Family Health Unit.

Method:

a study of quantitative approach performed in 2011 with a sample of 20 men in the Family Health Unit of João Pessoa/PB. Data were collected between August and September 2011 with the application of a questionnaire. After grouping the data proceeded to the analysis by using descriptive statistics. The research project was approved by the Research Ethics Committee, protocol 1198.

Results:

most men were older than 50, married, with a minimum wage income and low educational level. Hypertension is a major reason for going to the service, and the regular use of drugs was appointed as healthy normal behavior.

Conclusion:

it is considered important to establish strategies that favor male differentiation, in caring for their health at primary care level.(AU)

Objetivo:

identificar el perfil sociodemográfico del usuario masculino servido en una Unidad de Salud de la Familia.

Método:

un estudio de enfoque cuantitativo realizado en 2011 con una muestra de 20 hombres en la Unidad de Salud de la Familia de João Pessoa/PB. Los datos fueron recogidos entre agosto y septiembre de 2011 con la aplicación de un cuestionario. Después de agrupar los datos procedieron al análisis mediante el uso de la estadística descriptiva. El proyecto de investigación fue aprobado por el Comité de Ética en la Investigación, protocolo 1198.

Resultados:

la mayoría de los hombres era mayor de 50 años de edad, casados, con un ingreso de un salario mínimo y de bajo nivel educativo. La hipertensión es una de las principales razones para ir al servicio, y el uso regular de medicamentos fue nombrado comportamiento normal saludable.

Conclusión:

se considera importante establecer estrategias que favorezcan la diferenciación masculina, en el cuidado de su salud al nivel de atención primaria.(AU)