Prevalência da prematuridade e perfil epidemiológico de mães de recémnascidos prematuros

Rev. enferm. UFPE on line; 5 (5), 2011
Publication year: 2011

Objetivo:

identificar a prevalência de prematuridade e o perfil de mães de recém-nascidos pré-termos (RNPT) em umamaternidade pública do interior pernambucano.

Método:

estudo quantitativo, observacional e descritivo, realizado emuma maternidade pública do município de Caruaru-PE. Considerou-se como critério de inclusão mães de RNPT, sendo aamostra constituída por 148 puérperas. A coleta de dados foi realizada de fevereiro a maio de 2010, utilizou-se roteiroestruturado preenchido a partir de entrevista às mães e observação dos prontuários e cartões de pré-natal. Os dadosforam analisados pelo programa Microsoft Excel®. O projeto foi previamente aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisada Faculdade ASCES, sob nº de protocolo 280/09.

Resultados:

a prevalência de prematuridade foi de 10,3%.

Asentrevistadas possuíam entre outras características:

idade < 20 anos (31%), 8-11 anos de estudo (40%), renda familiar < 1SM (52%) e 59,5% realizaram de 4 a 6 consultas pré-natais. Quanto às intercorrências na gestação, a ITU obteve maiorfrequência (19,6%) e 52% dos nascimentos prematuros ocorreram em primíparas.

Conclusão:

identificou-se elevadaprevalência de prematuridade e baixa renda familiar entre as mães dos recém-nascidos prematuros.