O fisioterapeuta como agente facilitador para inserção da família na saúde da criança e do adolescente com necessidades especiais

Rev. enferm. UFPE on line; 5 (7), 2011
Publication year: 2011

Objetivo:

verificar a importância da inserção da família no processo terapêutico de crianças e adolescentes com necessidades especiais e o papel fisioterapeuta como agente facilitador dessa situação.

Método:

trata-se de uma pesquisa transversal descritiva com abordagem quantitativa, os dados foram coletados por meio de um instrumento semiestruturado com 10 perguntas, analisados com base no SPSS 15.0 e aprovado pelo comitê de ética do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Paraíba protocolo de número 810/06. A amostra foi constituída de 70 pais/responsáveis de crianças portadoras de necessidades especiais atendidas na APAE- JP-PB.

Resultados:

obteve-se que os principais responsáveis por essas crianças eram as mães; 54% dos responsáveis entrevistados relatam ser exaustivo o cuidado com a criança; as famílias relatam que a criança não é motivo de constrangimento social e a maioria dos profissionais fisioterapeutas solicita e presta assistência diante da continuidade do tratamento em casa.

Conclusão:

os fisioterapeutas, como também os outros integrantes da equipe multiprofissional contribuem de maneira positiva com a formação da relação família/criança/adolescente, com processo saúde- doença dos mesmos, além de influenciar de maneira significativa na sociabilização dessas crianças.