Qualidade de vida e capacidade funcional de idosos com osteoporose
Calidad de vida y capacidad funcional de ancianos con osteoporosis

REME rev. min. enferm; 16 (3), 2012
Publication year: 2012

Inquérito domiciliar transversal cujo objetivo foi comparar o número de incapacidade funcional e os escores de qualidadede vida de idosos com osteoporose entre sexo, faixa etária, estado conjugal e renda. Participaram da pesquisa 553idosos, que se autorreferiram com osteoporose. Foram utilizados os instrumentos semiestruturados WHOQOL-BREFe WHOQOL-OLD. Os dados foram analisados no software SPSS, utilizando-se a distribuição de frequência e os testest-Student, ANOVA-F, Kruskal Wallis e qui-quadrado (p<0,05). Os idosos, em sua maioria, eram do sexo feminino, 60-70anos, viúvos e possuíam uma renda de até um salário mínimo. A comparação entre sexo e renda com o número deincapacidade funcional não evidenciou diferença significativa. Foi encontrado maior número de incapacidade funcionalentre os idosos de 80 anos ou mais e sem companheiros. No WHOQOL-BREF, obteve-se o maior escore no domíniorelações sociais e o menor, no físico. No WHOQOL-OLD, o maior escore ocorreu na faceta “funcionamento dos sentidos”e o menor, na “autonomia”. As mulheres idosas apresentaram menor escore na faceta “morte e morrer”. Os idosos de80 anos ou mais apresentaram menor escore no domínio físico e na faceta “funcionamento dos sentidos”. Os viúvosobtiveram menor escore nas “relações sociais” e os que recebiam até um salário mínimo, no domínio psicológico.