Infecção do trato urinário relacionada ao cateter: perfil de sensibilidade antimicrobiana
Catheter-associated urinary tract infection: antimicrobial sensitivity profile

Rev. RENE; 14 (5), 2013
Publication year: 2013

Estudo descritivo, quantitativo, que objetivou analisar a prevalência de microrganismos e perfil de sensibilidade aos antimicrobianos em uroculturas de pacientes com infecção do trato urinário relacionada ao cateter. Foram revisados 394 prontuários de pacientes adultos internados nas Unidades de Terapia Intensiva do Hospital Universitário de Londrina-PR, Brasil, no período de abril a dezembro de 2011. A prevalência de infecção do trato urinário relacionada ao cateter foi de 34,0%(134) e 2,2%(3) desenvolveram sepse.

Os microrganismos mais isolados nas uroculturas foram:

Candida sp (44,4%), Acinetobacter baumannii (9,7%) e Pseudomonas aeruginosa (9,2%). Esta última apresentou 86,7% de resistência às cefalosporinas de terceira geração e o Acinetobacter baumannii 83,3% aos carbapenêmicos. A Klebsiella pneumoniae apresentou 87,5% de resistência às cefalosporinas de terceira e quarta geração e 75,0% aos carbapenêmicos. Conclui-se que a resistência bacteriana é frequente nas infecções do trato urinário relacionada ao cateter e medidas de controle devem ser ressaltadas.