Internação do recém-nascido na Unidade Neonatal: significado para mãe em manutenção da lactação

Rev. RENE; 15 (5), 2014
Publication year: 2014

Este estudo objetivou compreender o significado da internação do filho recém-nascido na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). Pesquisa de natureza descritiva de abordagem qualitativa. As entrevistas foram realizadas no período de dezembro/2010 a abril/2011, com sete mães de recém-nascidos internados na UTIN de um hospital de ensino no interior do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil.

A análise de conteúdo das entrevistas resultou em três categorias:

a internação na UTIN gera preocupações e dificuldades; o filho precisa de cuidados profissionais e tecnológicos; na rotina entre a casa e o hospital a mãe se sente cansada, triste e insegura. Assim, deve-se considerar que existe uma particularidade de adaptação de cada mãe e que uma escuta atenta, sensível e individualizada possibilitará ao profissional de saúde uma atuação efetiva e respeitosa, considerando as necessidades de cuidado às mães como seres singulares...
This study aimed to understanding the meaning of hospitalization of the newborn child in the Neonatal Intensive CareUnit. It is a descriptive research of a qualitative approach. The interviews were conducted from December 2010 to April2011, with seven mothers of newborns admitted to teaching hospital in the State of Rio Grande do Sul, Brazil.

The contentanalysis resulted in three categories:

the admission in the Neonatal Intensive Care Unit generates concerns and difficulties;need for professional care and use of technologies; in routine between home and the hospital the mother feels tired, sadand insecure. So, we must consider that there are characteristics of each mother in adapting to the Neonatal Intensive CareUnit environment. Attentive, responsive and individualized listening enable the professional care meets the needs of care tomothers in their uniqueness...
El objetivo fue comprender el significado de la hospitalización del recién nacido en Unidad de Cuidados Intensivos Neonatales.Investigación descriptiva, con enfoque cualitativo. Las entrevistas se realizaron entre diciembre de 2010 y abril de 2011, consiete madres de recién nacidos ingresados en un hospital universitario del Rio Grande do Sul, Brasil.

El análisis de contenidoresultaron en tres categorías:

la hospitalización en Unidad de Cuidados Intensivos Neonatales genera preocupaciones ydificultades; la necesidad de atención profesional y el uso de tecnologías; en la rutina entre el hogar y el hospital, la madre sesiente cansada, triste e insegura. Por lo tanto, se debe tener en cuenta que hay características de cada madre para adaptarseal medio ambiente de la Unidad de Cuidados Intensivos Neonatales. La escucha atenta, sensible e individualizada permite laatención del profesional a las necesidades de cuidados a las madres en su singularidad...