Informatização da atenção básica a saúde: avanços e desafios
Informatización de la atención primaria de salud: avances y desafíos
Computerization of primary health care information systems: advances and challenges

Cogitare enferm; 23 (3), 2018
Publication year: 2018

RESUMO Objetivo:

analisar a implantação da estratégia e-SUS Atenção Básica na Região Oeste de Minas Gerais, Brasil.

Método:

estudo de caso, descritivo, com dados de 62 responsáveis pela implantação em 54 municípios, de maio a junho de 2015, além de dois entrevistados e análise dos documentos: "Implantação do e-SUS AB na SRS Divinópolis" e "Municípios por Situação de Implantação do e-SUS AB na SRS Divinópolis". Os dados foram analisados porestatística descritiva e Análise de Conteúdo, com suporte do software Atlas TI, versão 7.0.

Resultados:

em 44 (81,5%) dos municípios foi implantado apenas o cadastro de dados simplificado e 22 (40,7%) dos municípios estão no cenário três de implantação, 34 (54,8%) dos responsáveis pela implantaçãonão são servidores públicos efetivos.

Conclusão:

a implantação apresenta fragilidades relacionadas à infraestrutura, deficiências nas capacitações e resistência dos profissionais. É necessário rever o planejamento da implantação considerando sua complexidade.

RESUMEN bjetivo:

Analizar la implantación de la estrategia del e-SUS Atención Primaria en la Región Oeste de Minas Gerais, Brasil.

Método:

Estudio de caso, descriptivo, con datos de 62 responsables de la implantación en 54 municipios, entre mayo y junio de 2015, además de dos entrevistados y análisis de documentos: "Implantação do e-SUS AB na SRS Divinópolis" y "Municípios por Situação de Implantação do e-SUS AB na SRS Divinópolis". Datos analizados por estadística descriptiva y Análisis de Contenido, con ayuda del software Atlas TI, versión 7.0.

Resultados:

En 44 (81,5%) de los municipios se implantó sólo el registro de datos simplificado, 22 (40,7%) de los municipios están en la etapa 3 de implantación, 34 (54,8%) de los responsables de la implantación son empleados públicos efectivos.

Conclusión:

La implantación muestra debilidades relacionadas con infraestructura, capacitaciones deficientes y resistencia de los profesionales. Resulta necesario rever la planificación de la implantación, considerándose su complejidad.

ABSTRACT Objective:

to analyze the implantation of the e-SUS Primary Health Care strategy in the West Region of Minas Gerais, Brazil.

Method:

descriptive case study, with data from 62 people responsible for implementation in 54 municipalities, between May and June 2015, as well as two interviewees and analysis of the following documents: "Implantation of the e-SUS PHC in SRS Divinópolis" (Implantação do e-SUS AB na SRS Divinópolis) and "Municipalities, by Implantation of the e-SUS PHC in SRS Divinópolis" (Municípios por Situação de Implantação do e-SUS AB na SRS Divinópolis). The data were analyzed by descriptive statistics and Content Analysis, using the Atlas ti software, version 7.0.

Results:

in 44 (81.5%) of the municipalities, only the simplified data register was implemented, and 22 (40.7%) of the municipalities are in scenario three of implantation, 34 (54.8%) of those responsible for implantation are not permanently contracted staff.

Conclusion:

The implantation has weaknesses related to infrastructure and shortcomings in the professionals' training and resistance. It is necessary to review the planning of the implantation, taking its complexity into account.