Resultados: 91

Associação entre cognição, velocidade da marcha e habilitação veicular em idosos

Resumo Objetivo: Investigar a associação entre cognição, velocidade da marcha e resultado final da habilitação veicular de idosos candidatos à Carteira Nacional de Habilitação. Métodos: Estudo quantitativo de corte transversal desenvolvido em 12 clínicas de trânsito de Curitiba/Paraná/Bras...

Velocidad de la marcha y cognición en adultos mayores en atención secundaria de salud

Av. enferm; 39 (1), 2021
Objetivo: analizar la asociación entre la velocidad de la marcha y la cognición de adultos mayores que se encuentran en asistencia ambulatoria geriátrica y gerontológica. Materiales y método: estudio cuantitativo transversal realizado con 407 adultos mayores (≥ 60 años) atendidos en el Centro Am...

Força de preensão manual e funcionalidade em idosos longevos: um estudo transversal

OBJETIVO: analisar a relação entre a força de preensão manual e a medida de independência funcional de idosos longevos. MÉTODO: estudo quantitativo transversal, desenvolvido com 72 longevos da atenção primária de Curitiba, PR, Brasil. O levantamento de dados ocorreu entre agosto e dezembro de 20...

Fragilidade física e incontinência urinária de idosos em assistência ambulatorial

Cogitare enferm; 25 (), 2020
RESUMO Objetivo: analisar a associação dos marcadores e da condição de fragilidade física à incontinência urinária em assistência ambulatorial de geriatria e gerontologia. Método: estudo transversal, desenvolvido na atenção secundária à saúde de ambulatório do Paraná, com 384 idosos. C...

A velocidade da marcha e ocorrência de quedas em idosos

REME rev. min. enferm; 23 (), 2019
Objetivo: analisar a relação entre a velocidade da marcha e a ocorrência de quedas em idosos longevos. Método: estudo transversal realizado com 243 idosos longevos (≥80 anos), usuários da atenção primária à saúde. A coleta de dados ocorreu nos domicílios dos participantes, mediante aplicaç...

Fragilidade física e características clínicas de idosos submetidos aos exames de aptidão física e mental para habilitação veicular

REME rev. min. enferm; 23 (), 2019
Objetivo: trata-se de estudo transversal cujo objetivo foi analisar a associação entre a condição de fragilidade física e as características clínicas dos idosos submetidos aos exames de aptidão física e mental para conduzir veículos automotores. Método: o estudo foi realizado em 11 clínicas d...

Fatores associados à velocidade da marcha em idosos submetidos aos exames para habilitação veicular

Objetivo analisar os fatores associados à velocidade da marcha em idosos submetidos aos exames de aptidão física e mental para habilitação veicular. Método estudo quantitativo de corte transversal realizado nas clínicas de trânsito, no qual fizeram parte da amostra do tipo probabilística 421 ...

Instabilidade postural e a condição de fragilidade física em idosos

Objetivo: analisar a relação entre instabilidade postural e a condição e os marcadores de fragilidade física de idosos em assistência ambulatorial de geriatria e gerontologia. Método: estudo transversal com amostra constituída por 381 idosos. A fragilidade física foi avaliada mediante o fenóti...

Fragilidade física e velocidade da marcha em idosos da comunidade: uma revisão sistemática

Rev. Esc. Enferm. USP; 52 (), 2018
RESUMO Objetivo: Identificar os desfechos dos estudos sobre velocidade da marcha e seu emprego como marcador de fragilidade física em idosos da comunidade. Método: Revisão sistemática da literatura realizada nas bases de dados LILACS, SciELO, MEDLINE/ PubMed, ScienceDirect, Scopus e ProQuest. Os es...

Associação entre cognição e habilitação para direção veicular em idosos

Av. enferm; 36 (2), 2018
Resumo Objetivo: Analisar a associacao entre a cognicao e os resultados dos exames de aptidao fisica e mental para habilitacao veicular em idosos. Metodologia: Trata-se de estudo transversal realizado em clínicas de transito credenciadas para realizar exames de habilitacao veicular. A amostra do tipo ...