Resultados: 79

Avaliação do consumo de solução alcoólica e solução degermante para higiene das mãos em unidade de terapia intensiva no período pré e durante a pandemia da COVID-19

Introdução: As Infecções Relacionadas a Assistência à Saúde (IRAS) são motivos de preocupação para os hospitais. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) as práticas deficientes para a prevenção das IRAS causam danos aos pacientes. Objetivo: Comparar o consumo da solução alco...

Eficácia de produtos de higienização das mãos: estudo quase-experimental

Rev Enferm UFPI; 10 (1), 2021
Objetivo:compararaeficáciadeprodutosdehigienizaçãodasmãos.Metodologia:estudoquase-experimental,dotipoantesedepois,realizadoemlaboratóriodemicrobiologiadeumainstituiçãodeensinosuperiorpiauiense,com15acadêmicosdeenfermagem.Acoletadedadosfoirealizadaapartirdatestagemdosprodutos:detergenteneutro,álc...

Higiene de las manos basada en indicadores de rendimiento

Rev. cuba. enferm; 38 (3), 2022
Introducción: Las manos de los profesionales son el vehículo más común para la transmisión de microorganismos de un paciente a otro. En ese contexto, la higiene de las manos se considera una medida primaria muy relevante para controlar las infecciones asociadas a la atención sanitaria. Objetivo: Ve...

Solução alcoólica para higiene das mãos com diferentes concentrações de glicerol: avaliação da tolerância e adesão por profissionais de saúde em terapia intensiva

As infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) são consideradas um grande problema para a segurança do paciente e sua vigilância e prevenção devem ser prioridade. A higiene de mãos é a medida mais importante para prevenção de IRAS. O uso do álcool gel é o método mais simples e m...

Higienização das mãos de cuidadores acompanhantes de pacientes hospitalizados: revisão sistemática

A higienização das mãos é amplamente aceita como uma estratégia-chave na prevenção e controle de infecções, e representa a ação mais importante a ser tomada para reduzir danos evitáveis relacionados à disseminação de microrganismos. Os cuidadores em geral são pessoas leigas, que permanece...

Adesão à higienização das mãos: impacto de uma intervenção educativa em unidade de terapia intensiva neonatal

Introdução: As infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) estão entre as principais causas de morte e aumento de estados de morbidez em doentes hospitalizados. Os recém-nascidos são suscetíveis a infecção, pois seus mecanismos de defesa ainda não estão maduros e ocupam um ambient...

Barreiras à higienização das mãos dos enfermeiros em Unidades de Cuidados Continuados: Contributos para os enfermeiros gestores

Introdução: A prática da higienização das mãos (HM) reveste-se da maior importância assumindose como uma medida fundamental para a prevenção de infeções associadas aos cuidados de saúde e qualidade de cuidados, contribuindo para a segurança dos doentes e profissionais de saúde (Guedes et al...

Comparação da tolerância e aceitabilidade de cirurgiões à aplicação de solução alcoólica versus aplicação de antissépticos degermantes para o preparo cirúrgico das mãos: um ensaio clínico pareado

Introdução: de acordo com a Organização Mundial de saúde (OMS), o preparo cirúrgico das mãos utilizando solução alcoólica ou água e antissépticos degermantes são recomendados, pois são considerados igualmente eficazes para a prevenção de infecção do sítio cirúrgico. Objetivos: compara...

Desfechos clínicos e microbiológicos no uso de cateter venoso periférico: subsídios para assistência segura ao paciente

Os cateteres venosos periféricos (CVP) são produtos para saúde (PPS) comumente utilizados em pacientes hospitalizados para administração de fluidos, medicamentos, e monitoramento hemodinâmico. No entanto, podem representar fonte potencial de contaminação microbiana, formação de biofilme e infec...