Resultados: 60

Mulheres em privação de liberdade: narrativas de des(assistência) obstétrica

REME rev. min. enferm; 24 (), 2020
RESUMO OBJETIVO: revelar narrativas de mulheres privadas de liberdade acerca da assistência obstétrica ofertada durante a vivência do ciclo gravídico-puerperal. MÉTODO: estudo exploratório, qualitativo, fundamentado na história oral. A coleta de dados foi realizada em uma instituição prisional...

Cuidado em saúde das mulheres grávidas privadas de liberdade: revisão integrativa

Rev. baiana enferm; 35 (), 2021
Objetivo analisar as publicações nacionais e internacionais acerca da assistência ao pré-natal oferecida às mulheres privadas de liberdade. Método revisão integrativa da literatura. As buscas foram realizadas em bases de dados, usando descritores e palavras-chave separadas por operadores bolean...

Fatores de proteção da saúde mental das mulheres encarceradas: estudo descritivo-exploratório

OBJETIVO: identificar as atividades que promovem a saúde mental realizadas pelas mulheres privadas de liberdade, frente às dificuldades encontradas no período de reclusão. MÉTODO: estudo descritivo, exploratório, qualitativo, realizado com quarenta mulheres privadas de liberdade em um presídio fem...

Produção científica sobre saúde penitenciária na enfermagem brasileira

Rev. enferm. UFSM; 9 (), 2019
Objetivo: caracterizar os estudos publicados no Centro De Estudos e Pesquisa em Enfermagem que abordam a temática saúde penitenciária. Método: trata-se de uma pesquisa bibliográfica, cuja busca foi realizada no banco de dados do CEPEn, nos catálogos disponíveis eletronicamente – correspondentes ...

Percepção de mulheres encarceradas sobre o acesso à saúde como ferramenta de ressocialização

Rev. enferm. UERJ; 28 (), 2020
Objetivo: desvelar a percepção das mulheres sobre o acesso aos serviços de saúde como ferramenta do processo de ressocialização. Método: trata-se de um estudo fenomenológico-sociológico, qualitativo, realizado entre novembro de 2018 e novembro de 2019, com 10 mulheres de um estabelecimento prisi...

Na detenção ou na liberdade: onde eu encontro minha saúde?

Investig. enferm; 21 (2), 2019
Introdução: a vida no encarceramento é permeada por desafios de diferentes áreas, a percepção sobre como as mulheres percebem saúde e o seu processo de adoecimento no ambiente prisional é fundamental para ampliar as discussões que possam reduzir as iniquidades a que estão expostas. Objetivo: co...

Percepção de presidiárias sobre a assistência à saúde materna em uma penitenciária feminina

Rev. cuba. enferm; 33 (4), 2017
RESUMO Introdução: o direito à saúde da mulher está definido na Constituição Brasileira e na Lei Orgânica da Saúde, mas todos esses aspectos são discutidos pensando na mulher que goza de liberdade física e jurídica, desconhecendo a realidade de mulheres presidiárias, cujo acesso às informa...

Vivências da equipe de enfermagem no cotidiano do sistema penal

Rev. baiana enferm; 34 (), 2020
Objetivo compreender o cotidiano vivido pela equipe de Enfermagem no sistema penal. Método pesquisa qualitativa realizada com quatro enfermeiros e dois técnicos de Enfermagem de um Centro de Remanejamento Prisional, em Minas Gerais, Brasil. Os dados foram coletados por meio de entrevista entre junho...

Assistência à saúde de mulheres encarceradas: análise com base na Teoria das Necessidades Humanas Básicas

RESUMO Objetivo analisar como as mulheres encarceradas percebem a sua assistência à saúde utilizando a Teoria das Necessidades Humanas Básicas de Wanda de Aguiar Horta. Método estudo descritivo e exploratório com utilização do método qualitativo, realizado com oito mulheres que responderam a u...

A saúde da mulher na colônia penal feminina de Abreu e Lima

Nursing (Säo Paulo); 22 (259), 2019
Objetivo: Conhecer a situação de saúde das IST’s HIV/AIDS, rastreamento câncer colo útero em mulheres, serviço e estrutura na Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima. Método: Trata-se de um estudo observacional, transversal, quantitativo. A coleta de dados foi realizada pelas pesquisadoras em Pr...