Resultados: 9

A educação em saúde crítica como ferramenta para o empoderamento de adolescentes escolares frente às suas vunerabilidades em saúde

REME rev. min. enferm; 24 (), 2020
Objetivo: analisar como o trabalho de educação em saúde pode contribuir para o empoderamento de adolescentes escolares para a redução de suas vulnerabilidades. Método: trata-se de estudo descritivo, exploratório, de abordagem qualitativa, realizado com 12 adolescentes, de ambos os sexos, com idade...

Assistência de enfermagem na atenção primária à saúde de adolescentes com ideações suicidas

REME rev. min. enferm; 24 (), 2020
Objetivo: compreender como se dá a assistência à saúde prestada pelos enfermeiros na atenção primária aos adolescentes com ideações suicidas. Método: pesquisa com abordagem qualitativa, realizada em oito unidades básicas de saúde (UBS), de um município de médio porte do Nordeste brasileiro....

Discursividade de agentes comunitários de saúde acerca do cuidado à criança e ao adolescente com doença crônica na atenção primária

REME rev. min. enferm; 23 (), 2019
OBJETIVO: evidenciar a discursividade de agentes comunitários de saúde acerca da contribuição de suas ações de cuidado para o manejo da doença crônica de crianças/ adolescentes na atenção primária. MÉTODO: estudo qualitativo, realizado em um município paraibano, de novembro de 2015 a maio d...

Qualidade de vida em adolescentes relacionada a sexo, renda familiar e prática de atividade física

REME rev. min. enferm; 23 (), 2019
OBJETIVO: avaliar a autopercepção de adolescentes sobre a sua qualidade de vida e a relação entre a qualidade de vida e sexo, renda familiar e prática de atividades físicas. MÉTODOS: estudo epidemiológico, transversal e analítico. Pesquisaram-se 633 adolescentes de 10 a 16 anos, do ensino públi...

Percepções de adolescentes sobre saúde na escola à luz da fenomenologia merleaupontiana

REME rev. min. enferm; 22 (), 2018
OBJETIVO: compreender o significado para o adolescente acerca da vivência da saúde na escola. MÉTODOS: pesquisa exploratória, qualitativa apoiada na fenomenologia de Maurice Merleau-Ponty, que nos permitiu apreender a essência do fenômeno a partir do discurso de 57 alunos adolescentes. A coleta de ...

Estilo de vida e a interface com demandas de saúde de adolescentes

REME rev. min. enferm; 22 (), 2018
Introdução: A adolescência é fase de mudanças biológicas, cognitivas, emocionais e sociais, com a adoção de estilos de vida e ganho de autonomia, mas, também, de vulnerabilidades. Por predominar a higidez física, há comumente ausência de demanda espontânea e de ações nos serviços voltadas...

O mundo do adolescente após a revelação do diagnóstico de câncer

REME rev. min. enferm; 19 (3), 2015
Objetivou-se conhecer o mundo do adolescente após a revelação do diagnóstico de câncer. Trata-se de estudo descritivo de natureza qualitativa, desenvolvido no Instituto de Oncologia Pediátrica, no município de São Paulo entre fevereiro e abril de 2011. Participaram oito adolescentes entre 10 e 14...

Instrumentos para avaliação da qualidade de vida em crianças e adolescentes com diabetes mellitus

REME rev. min. enferm; 19 (3), 2015
OBJETIVO: revisar a literatura sobre instrumentos existentes para avaliar a qualidade de vida em crianças e adolescentes com diabetes mellitus, adaptados e validados para uso no Brasil. METODOLOGIA: estudo de revisão integrativa, com a questão norteadora: "quais são os instrumentos existentes na lite...

Fatores de proteção para a redução da vulnerabilidade à saúde

REME rev. min. enferm; 19 (3), 2015
Estudo de natureza qualitativa, fundamentado na Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano, que objetivou conhecer os fatores de proteção para a redução da vulnerabilidade à saúde, a partir da percepção de adolescentes. Foram realizadas 14 entrevistas semiestruturadas com adolescentes, em uma...