Resultados: 4

Autonomia da mulher no trabalho de parto: contribuições de um grupo de gestantes

REME rev. min. enferm; 23 (), 2019
OBJETIVO: identificar de que modo o grupo de gestantes tem contribuído para o fortalecimento da autonomia da mulher durante o trabalho de parto e nascimento. MÉTODO: trata-se de pesquisa documental com enfoque qualitativo. Os documentos utilizados para subsidiar este estudo fazem parte do banco de dado...

Contentamento de puérperas assistidas por enfermeiros obstetras

Objetivo: avaliar os cuidados e a satisfação de puérperas assistidas por enfermeiros obstetras em um Centro de Parto Normal. Método: estudo quantitativo, descritivo e exploratório, realizado em uma maternidade pública de referência com 25 puérperas. Os dados foram coletados mediante a adaptação...

O poder decisório da mulher no parto: as práticas discursivas dos profissionais e sua relação com a formação em obstetrícia

O poder de decisão das mulheres no parto é influenciado pela medicalização, que se caracteriza pelo uso elevado de tecnologias e intervenções, justificadas pela presunção de torná-lo um evento mais seguro. Tal perspectiva consolidou o modelo medicalizado na assistência obstétrica, na qual o pa...

Empoderamento de gestantes e de enfermeiras obstétricas, mediado pelas práticas educativas em saúde no campo desmedicalizado: estudo sociopoético

Trata-se de um estudo qualitativo cujo objeto foi o empoderamento feminino mediado pelas práticas educativas em grupos de gestantes, realizadas por enfermeiras obstétricas no campo desmedicalizado. Partiu-se do pressuposto de que as enfermeiras obstétricas no campo desmedicalizado utilizam as prática...