Resultados: 72

Fatores associados ao óbito de motociclistas nas ocorrências de trânsito

Rev. Esc. Enferm. USP; 46 (6), 2012
Para identificar fatores associados ao óbito em motociclistas envolvidos em ocorrências de trânsito, em Maringá-PR, foi realizado estudo retrospectivo incluindo os motociclistas envolvidos em acidentes no ano de 2004. As fontes de dados foram os registros da Polícia Militar, do SIATE e do Instituto ...

Atitudes dos profissionais de enfermagem relacionadas ao Processo de Enfermagem

Rev. Esc. Enferm. USP; 46 (spe), 2012
Os objetivos do estudo foram descrever a disposição sobre o Processo de Enfermagem (PE) e a percepção de poder clínico dos profissionais de enfermagem; analisar associações entre atitudes relacionadas ao PE e variáveis selecionadas. Participaram 1.605 auxiliares de enfermagem e enfermeiros (86,9%...

Vítimas de ocorrência de trânsito submetidas a procedimentos cirúrgicos: características e intercorrências transoperatórias

Rev. Esc. Enferm. USP; 46 (spe), 2012
Esta pesquisa objetivou caracterizar as vítimas de ocorrência de trânsito submetidas a procedimentos anestésico-cirúrgicos, segundo dados demográficos e clínicos, e identificar os preditores de intercorrências no período transoperatório (choque hemorrágico ou óbito). Estudo de corte transvers...

Amnésia pós-traumática e qualidade de vida pós-trauma

Rev. Esc. Enferm. USP; 46 (spe), 2012
Este estudo compara a qualidade de vida das vítimas que apresentaram amnésia pós-traumática de longa duração com as demais e analisa a relação entre qualidade de vida e duração da amnésia pós-traumática, computando ou não o período de coma. Estudo de coorte prospectivo, com coleta de dados...

Desempenho de índices de gravidade para estimar risco de morte em Unidades de Terapia Intensiva

Rev. Esc. Enferm. USP; 46 (4), 2012
O Simplified Acute Physiology Score II (SAPS II) e o Logistic Organ Dysfunction System (LODS) são instrumentos utilizados para classificar pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) conforme a gravidade e o risco de morte, sendo um dos parâmetros da qualidade da assistência de enferma...

Escala de coma de Glasgow e qualidade de vida pós-trauma cranioencefálico

Acta paul. enferm; 25 (3), 2012
OBJETIVO: Avaliar o desempenho de diferentes escores da Escala de Coma de Glasgow (ECGl) observados nas primeiras 72 horas pós trauma perante a qualidade de vida e mudança percebida do estado de saúde, após um ano do evento traumático. MÉTODOS: Estudo de abordagem quantitativa, observacional, longi...

Diagnósticos de enfermagem em vítimas de trauma nas primeiras seis horas após o evento

Acta paul. enferm; 25 (2), 2012
OBJETIVO: Identificar a frequência dos diagnósticos de enfermagem em vítimas de trauma nas primeiras 6 horas, após o evento traumático e verificar a relação desses diagnósticos com a mortalidade. MÉTODOS: Estudo prospectivo transversal com análise quantitativa, realizado em hospital terciário,...

Características clínicas e gravidade de pacientes internados em UTIs públicas e privadas

Texto & contexto enferm; 21 (1), 2012
Este estudo objetivou comparar as características clínicas, evolução e gravidade de pacientes adultos internados em Unidades de Terapia Intensiva públicas e privadas. Trata-se de uma análise retrospectiva, longitudinal e quantitativa de 600 pacientes admitidos em quatro Unidades de Terapia Intensiv...

The role of the New Trauma and Injury Severity Score (NTRISS) for survival prediction

Rev. Esc. Enferm. USP; 45 (6), 2011
The objective of this study was to verify if replacing the Injury Severity Score (ISS) by the New Injury Severity Score (NISS) in the original Trauma and Injury Severity Score (TRISS) form would improve the survival rate estimation. This retrospective study was performed in a level I trauma center during...